Biografia: Vida e Obra de Renzo Piano

“Como arquiteto você é um construtor. Na verdade, você é mais que um construtor. Você deve ser um militante, um poeta, um visionário, você deve ser um artista. Mas sem dúvidas você precisa ser um construtor. Tudo começa a partir daí.” – Renzo Piano em entrevista à BBC.

2
Fig 1. O menino prodígio de uma família de pedreiros.

Nascido no ano de 1937 na cidade de Genova na Itália, Renzo Piano (Fig 1) cresceu habituado com o mundo da arquitetura já que vem de uma família tradicional de construtores. Formou-se em arquitetura no ano de 1964 em uma das melhores universidades da Europa, a Politécnica de Milão – Universidade pela qual leciona até os dias atuais (2018) . Depois de sua graduação, se dedicou a uma série de viagens pelo Reino Unido e Estados Unidos com o objetivo de se aprofundar ainda mais no mundo da arquitetura.  Essas viajens resultaram na fundação do seu primeiro escritório associado com o arquiteto britânico Richard Rogers. Foi ao lado de Rogers que Piano projetou uma das obras mais consagradas da arquitetura contemporânea, o Centro Pompidou em Paris (Fig 2).

C3bqo68WcAQNN_j
Fig 2. Renzo Piano e o consagrado britânico Richard Rogers.

No início da década de 80 funda seu próprio ateliê, o Renzo Piano Building Workshop, que atualmente concentra três estúdios nas cidades de Nova York, Paris e Genova na Itália.

533807_3978162951454_853339659_n
Fig 2. Centro Pompidou, Paris, França.

Esse grande arquiteto italiano se destaca por sua incansável busca por iluminação natural em quase todos os seus projetos. Seus materiais mais utilizados são vidro, metal, e tecnologia de ponta. Isso faz com que suas obras possuam aspectos futurísticos, essa é a razão pela qual muitos historiadores colocam sua arquitetura como sendo de estilo high-tech, que basicamente significa alta-tecnologia. Todavia, Renzo Piano é o tipo de arquiteto que busca fugir de estilos e padrões, não gosta de ser caracterizado com o estilo x ou y. Como profissional possui uma capacidade incrível de se reinventar a cada novo trabalho. Pode-se dizer que sua principal característica é não ter características.

Em reconhecimento ao seu trabalho e a sua obra, Renzo Piano recebeu em 1998 o prêmio que é considerado o Nobel da arquitetura, o Pritzker, que aliás, foi entregue na Casa Branca pelo então presidente dos Estados Unidos Bill Clinton (Fig 3). Além do Pritzker, Piano já recebeu diversas outras premiações, como a Legião de Honra em 1985, na França, a Medalha de ouro do Royal Institute of British Architects, em 1989, na Inglaterra, e a medalha de ouro do American Institute of Architects em 2008 também nos Estados Unidos. Mas, sem dúvida, o mais curioso e enigmático reconhecimento que este arquiteto recebeu foi o título de Senador Vitalício, concedido pelo presidente da Itália.

clintonpiano.jpg
Fig 3. Renzo Piano na Casa Branca para receber o Pritzker em 1998.

Entre seus projetos mais conhecidos se encontram o Centro Cultural Jean-Marie Tjibaou, na Nova Caledônia (Fig 4), o edifício-sede do jornal The New York Times, em Nova York (Fig 5), o Museu Nacional de Ciências, em Amsterdã, a Igreja do Padre Pio, Itália, o Museu Resnick em Los Angeles, e o edifício The Shard, em Londres (Fig 6) — considerado o mais alto da Europa.

O The Shard é o edifício que mais representa Renzo Piano em suas características, é um resumo daquilo que o arquiteto busca conceitualmente em seus projetos, com seus 306 metros de altura, e 86 andares esse prédio tem uma moderna fachada de vidro que foi executada com refinada tecnologia. No entanto, seus números colossais não são os únicos atrativos: o edifício gasta 30% menos energia do que seus semelhantes, maximiza a entrada de luz e possui estufas de ventilação natural em cada andar. Em outras palavras, um verdadeiro monumento high tech altamente sustentável no centro de um dos maiores centros comerciais do mundo.

60a4580efaab77a0c1435de1ccef1c7a
Fig 4. Centro Cultural Jean-Marie Tjibaou, na Nova Caledônia
New York Times Building
Fig 5. Edifício Sede do Jornal “The New York Times” em NY, EUA.
The-Shard-Europes-tallest-1
Fig 6. The Shard, Londres, UK.

Atualmente com 80 anos de idade, Renzo Piano (Fig 7) continua projetando, palestrando e ensinando arquitetura ao redor do mundo. Seu nome já está gravado na história em reconhecimento a todo o trabalho desenvolvido em sua carreira. Renzo Piano foi e ainda continua sendo um dos maiores arquitetos vivos da atualidade.

RP_3
Fig 7. Renzo Piano.

Para se aprofundar ainda mais sobre a vida do arquiteto, não deixe de acompanhar o vídeo do nosso canal que conta com o mesmo conteúdo só que de maneira mais interativa e dinânica.

Referências:

1. Renzo Piano, Italian Architect. Encyclopedia Britannica. Disponível em: <https://www.britannica.com/biography/Renzo-Piano&gt;. Acesso em 27 de Agosto, 2018.

2. GLANCEY, Jonathan. 2003. The Story of Architecture. DK. London, UK.

_

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: